domingo, fevereiro 05, 2006

Balanço

Há um ano e alguns meses que estou separado.
Bom: viver o dia a dia em tranquilidade interior, sem a pressão nas vísceras por estar a fazer algo de menos, de errado ou, pelo menos, de criticável.
Mau, verdadeirmente Mau: não ter o meu filho comigo (eu, que estava habituado a estar com ele o tempo todo, excepto o que ele passava na escola).
Apesar desta dor, valeu a pena? Valeu.

1 comentário:

MaDi disse...

E tudo vale a pena se a alma não é pequena!

Mas nunca te esqueças que um pai é tão importante que uma mãe, apesar de haver gente que discorda :)

Tenho um desafio para ti no meu blog (novo).