quinta-feira, julho 14, 2005

O escritor famoso

Eis mais um blog por onde passou o escritor famoso. Eu soube dele aqui e depois aqui.


Tinha comprado todos os seus livros.
Via-o muitas vezes a almoçar na cantina e imaginou-se a pedir-lhe um autógrafo, uma audácia que nunca conseguiu pôr em prática.
Uma vez viu vários exemplares dum romance dele, muito amado, a monte com muitos outros e em saldo. Doeu-lhe.
Comprou-os todos, foi oferecendo aos amigos e ficou com o último como recordação.
Decidiu-se a escrever-lhe a contar o que tinha feito e a comunicar-lhe a imensa gratidão que sentia por ele ter escrito tantos livros inesquecíveis.
Em resposta recebeu um cartão com meia dúzia de linhas, palavras neutras e quase indecifráveis.
Não soube se devia responder, dada a frieza. Pensou: é um escritor famoso, porque havia de perder tempo com uma pessoa banal?
Continuou a comprar todos os seus livros.
Anos depois vê num uma referência maravilhada e bela a este episódio.
Chorou por dentro.

6 comentários:

Anónimo disse...

Já está no Escrita Solta. Abraço.
wilson t

Maria Heli disse...

Boa Rui!
Que bom participares! Eu quando participei nem o concurso existia! Mas está a ser muito divertida esta ideia da Diva.
beijo,

ps. já te disse que adorei o post da melancia? :)

Angela disse...

E que bem que o escritor famoso está aqui. Gostei da desilusão, seguida de um calor que emocionou o leitor convicto. Este texto está muito bom. :) Ainda bem que existe este concursos, para nos irmos conhecendo uns aos outros. =D

MRF disse...

Gostei muito, Rui. Obrigada pela participação.

Chegada do fds pus o blog em dia:
O texto está "postado" e o "regulamentozinho" fixado :)

Um abraço

CrazyJo disse...

Muito bem!!!

Na verdade, o mundo é muito mais brilhante quando (ainda) existem pessoas como tu: capazes de actos de sensibilidade como este! (... e como a oferta de um determinado CD, com o "pretexto" de que iria ser deitado fora!...;o)'Got You!!!)

Obrigada! Por uma amizade impossível de não sentir, por ti e por tudo de bom que consegues transmitir(-me)!

Beijitos, J. (The Crazy-One)

Rosarinho, a menina do caixa disse...

Ah pois! Já tinha lido isto na Divas, é um dos que eu mais gosto!