domingo, setembro 18, 2005

Hoje, quando acordei era ainda noite. E, juro-vos, estava uma lua inacreditavelmente cheia e linda a descer sobre o mar. Comi pão e maçãs, peguei na minha bicicleta e fui para a praia assistir ao "pôr da lua" no mar (ao lado de um navio que, no horizonte, se afastava iluminado) e ao aparecimento do sol por detrás das falésias. Estava maré baixa, pelo que andei com a bicicleta mesmo à beira-mar, onde também me pude surpreender com as diferentes tonalidades de rosa provocadas nas ondas pelo sol nascente.

4 comentários:

Lilly Rose disse...

esse é um privilégio dos homens, eu simplesmente teria medo de sair assim de madrugada, sozinha :lol:

mas deve ser bom...

Rui disse...

Não na Caparica, Lilly, aqui as pessoas são muito simpáticas, há por aqui muitos sorrisos, verdade!

Anónimo disse...

Já tive o previlégio de assitir a vários "pôr de lua"... e todos os dias recordo aquelas cores que os meus olhos vislumbraram... e penso nela.
Já alguma vez a viste do tamanho do mundo?

Rui disse...

Não sei, mas sei é que depois de a ter visto a caminhar lentamente para o horizonte, ainda na noite escura, o seu tamanho era tal que, nas noites seguintes em que a vi noutras horas, me supreendi com a sua pequenez comparada com a que eu vi nessa noite.